Meu cachorro não quer comer! 8 razões da falta de apetite

Quando o cachorro não quer comer de jeito nenhum, já começamos a suspeitar que ele está com alguma doença. Mas calma, até mesmo o calor pode fazer com que o cachorro perca o apetite. Tal sintoma também está presente na maioria das doenças e pode confundir os tutores.

Para te ajudar, a Líder da Matilha preparou um post completo com os principais motivos para a perda de apetite canina. Continue a leitura e entenda porque seu aumigo já não quer mais devorar aquela tigela de ração. Também preparamos algumas dicas para te ajudar a restabelecer a fome no seu pet. Vamos lá?

Doguinho sem apetite: 8 causas possíveis!

Entender o motivo pelo qual o cachorro não quer comer é o primeiro passo para uma decisão assertiva. A falta de apetite está ligada a diversos fatores e acaba fazendo com que o pet fique indisposto e até triste. Esse é realmente um quadro que não gostamos de ver, não é mesmo? Confira as principais causas dessa falta de apetite logo abaixo:

1- Ansiedade e estresse

Esses dois transtornos definitivamente não afetam apenas os humanos, pelo contrário. Os cães com ansiedade apresentam uma série de comportamentos incomuns que visam alertar o tutor. Entre eles, podemos perceber a falta de apetite e até mesmo a fome em excesso. Os dois são prejudiciais para a saúde do peludo e devem ser observados com cuidado.

O estresse canino necessita de atenção especial e normalmente começa após mudanças bruscas na vida do pet. Desde uma mudança de casa, a adoção de um novo animal ou até mesmo a chegada de um bebê. A falta de exercícios e brincadeiras também podem desencadear a perda de apetite.

2- Traumatismos ou feridas

Seu aumigo acabou se ferindo ao cair de um local alto ou sofreu algum golpe? É possível que a dor desse traumatismo acabe fazendo com que o pet não queira comer a porção diária da alimentação. Entretanto, não administre qualquer tipo de analgésico sem antes passar por um veterinário, está bem? O auxílio clínico é fundamental nesses momentos.

A consulta com um médico especializado é muito importante por diversos motivos. Somente ele pode fazer uma análise precisa do que perturba o peludinho, além de administrar a dose ideal de medicamento. O veterinário também vai constatar se o ferimento é grave ou não e, claro, se exige cuidados específicos.

3- Efeitos colaterais de remédios

Tanto o tópico anterior quanto o tratamento de outras doenças também podem diminuir o apetite do cachorro. Esse é um efeito colateral esperado de alguns tipos de remédios. Por isso, fique tranquilo e pergunte ao veterinário quais medidas podem ser tomadas para que o animal não fique muito fraco. Cada caso exige um cuidado especial que deve ser seguido à risca.

4- Patologias relacionadas ao sistema digestivo

As doenças virais que impactam no apetite do seu aumigo são muitas. Uma delas é a cinomose, que é causada pelo vírus CDV e acaba impactando diversas áreas do organismo e deve ser diagnosticada o quanto antes. Essas patologias possuem sintomas que podem ser facilmente identificados no dia a dia. Veja alguns e fique atento:

  • Perda de apetite;
  • Emagrecimento;
  • Desânimo e apatia;
  • Gengivas e pálpebras muito brancas.

A falta da alimentação acaba influenciando em muitos outros aspectos do organismo. Ao observar um ou mais sintomas, não hesite em consultar o veterinário o quanto antes. Ressaltamos a importância da consulta médica para um tratamento assertivo, que vai ajudar seu peludinho a ficar bom rapidamente!

5- Calor elevado

Nossos companheiros também sofrem com a chegada dos dias mais quentes do ano, sabia? A falta de apetite ainda pode ser acompanhada por desidratação e respiração ofegante. Chegou a hora de redobrar os cuidados e devolver todo o amor que seu pet já te deu!

O armazenamento correto da ração nesse período é ainda mais importante. Atualmente, já existem equipamentos especiais – como tapetes gelados – que garantem o bem-estar do pet mesmo em temperaturas elevadas.

6- Idade avançada

Cães com mais de 10 anos de idade já podem ser considerados idosos. É comum que eles comam menos do que antes, já que não praticam tanta atividade física e acabam guardando mais energia. Mesmo assim, fique atento para identificar se algum outro sintoma acompanha a diminuição do apetite.

Procure oferecer alimentação de qualidade, que sejam indicadas para a idade avançada. E não esqueça que os passeios continuam sendo imprescindíveis para o peludo realizar atividade física e socializar com outros cães.

7- Rações de baixa qualidade

O organismo do seu doguinho detecta quando ele está ingerindo alimentos que não satisfazem suas necessidades nutricionais. Nesses casos, ele pode simplesmente recusar a ração e devorar outras coisas que lhe são dadas. Busque saber se a ração que você oferece para o seu pet não possui uma qualidade baixa ou é pouco atraente ao paladar canino.

8- Apetite seletivo

Poderíamos simplificar esse tópico e dizer que seu cachorro está mal acostumado. Dar aquele pedaço de carne inocente ou petiscos em excesso, podem acabar retirando o apetite do cachorro, fazendo com que ele não aproveite sua ração. Assim como nós, eles também perdem o interesse no alimento quando ingerem bobagens. Fique atento, está bem?

Quanto tempo meu cachorro pode ficar sem comer?

Alguns desconfortos no organismo do cão podem fazer com que ele fique um período sem ingerir a ração. Fique de olho e leve seu aumigo ao veterinário se esse tempo for maior do que 24 horas. Os ancestrais caninos desenvolveram a capacidade de ficar um tempo maior sem comer, devido às condições pouco favoráveis da época.

Cachorro deitado de lado no chão olhando a ração ao lado

Seu cãozinho de certa forma herdou essa habilidade, mas ainda é preciso se atentar para que sua saúde continue íntegra. Você também pode variar o cardápio com frutas e ajudar o peludo a se alimentar com mais variedade. Separamos 15 opções de frutas que o dog pode comer sem problemas aqui mesmo no blog!

O que fazer quando o cachorro não quer comer?

Algumas estratégias podem ser adotadas para restabelecer o apetite do cachorro. Lembrando que a consulta veterinária não pode ser ignorada quando outros sintomas surgem ou o pet está a muito tempo sem ingerir qualquer alimento. Confira algumas dicas que podem te ajudar a restabelecer o apetite do dog:

Entregue ração fresca e bem nutritiva

Essa dica é importante, principalmente quando o cão rejeita a ração, mas ainda come outras coisas que são oferecidas. Procure saber qual a quantidade diária que deve ser ingerida por dia e divida em duas refeições. Armazene a comida em local protegido do tempo e não tente “empurrar” aquela ração velha para o seu aumigo.

Ofereça ração úmida para o pet

A ração úmida é uma ótima ideia para os cães que sofrem com o calor. Aqueles com idade elevada também irão gostar muito da comida, por ser mais fácil de ingerir. As opções úmidas disponíveis no mercado possuem fórmula especial e aguçam o olfato e o paladar dos animais. Com certeza uma opção irresistível!

Realize atividades físicas

Se o seu aumigo estiver bem exercitado, ele vai querer uma boa refeição para repor as energias. Os tutores de cães idosos devem ter mais cuidado para colocar essa dica em prática, já que seus doguinhos não podem realizar todo tipo de atividade. Nada como um bom passeio para abrir o apetite!

Cachorro farejando algo no gramado junto com seu tutor

Você ainda pode usar acessórios, como a bolinha recheável para unir alimentação e brincadeira. Esse item ainda é um acessório que ajuda a combater a ansiedade canina e diminui essa sensação nem um pouco agradável. Inclusive, temos um post com mais opções de itens que podem ser usados para diminuir a ansiedade nos dogs. Vale a pena conferir!

Gostou do conteúdo? Então, compartilhe com seus amigos para ajudar outros tutores e continue acompanhando o blog da Líder da Matilha para receber outras dicas e informações relevantes. Queremos te ajudar a entender o mundo dos pets de uma maneira descomplicada.

Obrigado por chegar aqui e até o próximo post!

Deixe um comentário