Cachorro Agitado: 6 truques para deixar seu companheiro mais calmo

Saber como acalmar um cachorro agitado pode ser considerado uma sabedoria quase sagrada que muitos papais de pet buscam incansavelmente aprender! Para aqueles que só desejam paz e harmonia dentro de casa com o seu amigo peludo, saiba que o blog da Líder da Matilha reuniu as melhores técnicas para deixar seu cãozinho mais tranquilo e comportado!

Sim, isso é possível de acontecer e a sua persistência é um fator determinante para o sucesso da missão! Quer saber como ensinar o seu cachorro hiperativo a dominar o ímpeto agitado que ele tem? Continue a leitura e aprenda conosco!

O que fazer para acalmar um cachorro agitado?

O passo a passo para acalmar um cachorro ansioso deve começar com o seu próprio comportamento! Se nossos companheiros aprendem muito por meio da observação, de nada adianta brigar com o cãozinho se você está sempre aflito ou então reforça os comportamentos agitados do pet.

Portanto, tenha sempre em mente que paciência e tranquilidade são palavras-chave para que os exercícios de treinamento dê certo. Combinado? Agora, vamos às atividades que são mais indicadas por especialistas para auxiliar os cães a controlarem seus impulsos!

1) Dê recompensas surpresa quando seu cão estiver calmo

Percebeu que seu pet está agindo tranquilamente, sentado ao seu lado ou deitado no sofá? Busque um dos petiscos favoritos dele, vá até o cachorro e aproxime-se dele para oferecer a recompensa.

Menino brincando com cachorro de porte grande em um jardim

Mas, atenção: ao chegar perto do seu amigo peludo, fale palavras de incentivo usando um tom de voz baixo e tranquilo. A ideia aqui é presenteá-lo por agir da maneira que você espera, sendo um cão relaxado e calmo. Logo, o seu carinho também deve ser delicado.

Caso ele fique agitado com a oferta do petisco e queira te seguir após comer a recompensa, você deve ser firme e voltar às suas atividades normalmente, ignorando-o por um tempo. A técnica da recompensa surpresa deve ser repetida sem exagero para que o cãozinho perceba que ele deve dominar os sintomas da ansiedade canina antes de ganhar petiscos novamente.

2) Adestre seu cachorro

Crie uma rotina de treinos com seu cachorro! Você pode levá-lo até um ambiente em que ele se sinta à vontade, mas que tenha poucos estímulos, como parques sem aglomeração de pessoas e outros pets. O intuito é esperar que o cachorro relaxe e deite com tranquilidade e por conta própria – não vale empurrar o corpo dele em direção ao chão ou gritar comandos!

É preciso ter paciência e tempo à disposição, pois cães muito agitados tendem a demorar para se acalmar. O truque está em recompensá-lo assim que ele deitar, reforçando a atitude correta dizendo frases carinhosas como “muito bem” ou “boa, garoto”.

3) Evite usar clicker na hora de acalmar seu cão

Equipamentos para adestramento são muito bem vindos quando queremos ensinar truques e corrigir comportamentos dos cães. Contudo, é preciso ter sabedoria e identificar os momentos mais propícios para usar algum marcador de conduta, como é o caso do clicker.

Por estimular a atenção do seu pet, o clicker pode ter o efeito contrário que você deseja no momento. Então, na hora de instruir o cachorro para evitar a agitação e replicar condutas mais tranquilas, prefira utilizar gestos leves e frases positivas de reforço.

4) Faça brincadeiras para gastar a energia do seu cachorro

Correr para buscar a bolinha e pular obstáculos são exemplos de brincadeiras fáceis e que divertem tanto o bichinho quanto o próprio dono do pet. Por isso, invista um tempo de qualidade com seu cachorro agitado para dar conta de toda a animação que ele tem!

Cachorro brincando com bolinha no jardim

Além disso, você pode ir diversificar as brincadeiras mais tradicionais com acessórios pet que estimulam o raciocínio lógico do cão! Há diversos modelos de comedouros interativos e brinquedos porta petisco que podem te auxiliar nessa função.

Cachorro deitado brincando com as patas para cima

5) Incentive a socialização do seu pet

Quando nos referimos a socialização, queremos dizer que seu companheiro precisa interagir com outros seres que respondam às ações dele. Não basta passear com seu cãozinho todos os dias se no trajeto ele não tem contato com outros animais e pessoas para que se aprenda a respeitar os limites de quem está ao seu redor.

Cachorro correndo no jardim

Lembrando que os passeios em áreas externas necessitam do uso de coleiras e guias reforçadas. Assim como a carteirinha de vacinação em dia que garante a proteção do seu amigo peludo contra diversas doenças fatais como cinomose e raiva!

6) Faça visitas regulares ao veterinário

A ansiedade que seu cachorro demonstra pode ter razões que vão além do perfil comportamental dele. Ou seja, o desequilíbrio hormonal pode ser um dos diversos fatores que estão contribuindo para que o cachorro fique mais agitado e tenha dificuldades para controlar as próprias atitudes.

Manter uma agenda regular de consultas veterinárias é um ótimo jeito de fazer o monitoramento da saúde do seu amigo de quatro patas e ainda ter orientações personalizadas para acalmar o seu cão. Afinal, somente o veterinário saberá o que dar para um cachorro muito agitado, como medicamentos ou chás calmantes.

Junto com um profissional especializado, as técnicas para acalmar seu cão farão efeito a médio prazo, pode ter certeza! Criando uma rotina equilibrada, ficará bem mais fácil para seu pet entender que tipo de conduta espera dele.

Para melhorar a convivência com seu cão ansioso, temos um conteúdo especial que pode te ajudar a ser mais criativo na hora de acalmar o bichinho e distraí-lo com brincadeiras seguras. Leia o post 5 Acessórios Para Diminuir Ansiedade do Cachorro!” e conheça os melhores itens para usar no cuidado de cachorros agitados!

Nos vemos por lá!

Deixe um comentário