Como viajar com gato? 4 Soluções para acalmar seu pet!

Você já teve problemas em viajar com o seu gato? Bom, se você já enfrentou esse perrengue, deve imaginar que viajar longas distâncias com o seu pet é uma tarefa desafiadora, não é mesmo? Mas calma, nem tudo está perdido! Se aventurar com o seu felino pode ser mais tranquilo e agradável do que você imagina.

Sim, você leu certo! No conteúdo de hoje vamos apresentar algumas dicas infalíveis de como viajar com gato sem dor de cabeça. Já escolheu o destino de vocês? Então, anote as instruções da Líder da Matilha e tenha momentos agradáveis com o seu companheiro de quatro patas!

1 – Caixa de transporte

Você deve saber que gato não é muito fã da caixa de transporte, não é mesmo? Por isso, é fundamental que ele já esteja habituado e se sinta confortável ao usá-la. A dica é sair de casa algumas vezes para o felino ir se acostumando com a caixinha e o balanço durante o transporte.

gatinho laranja rajado dentro de uma caixa de transporte preta e verde em um fundo de marmore

Coloque alguns objetos familiares e crie uma atmosfera aconchegante, afinal, os felinos são super sensíveis e precisam de um ambiente familiar. É interessante borrifar feromônios sintéticos dentro da caixinha alguns minutinhos antes, isso vai deixar o seu pet mais relaxado.

O estresse da viagem pode fazer com que o gato evacue ou faça xixi durante o percurso. Neste caso, você pode colocar algumas fraldas dentro da casinha ou levar a caixinha de areia com o granulado sanitário.

O ideal é que a casinha de transporte para gato seja duas vezes maior que ele, dessa forma o bichano consegue ficar de pé e dar a volta tranquilamente. Ah, e para segurança de todos, seu gato deve ficar apenas dentro da caixinha quando o carro estiver em movimento.

2 – Visita ao veterinário

Antes de viajar, é indispensável fazer uma visita ao veterinário para um check up e conferir se todas as vacinas estão em dia. Algumas viagens exigem a carteirinha de vacinação atualizada, principalmente se for cruzar fronteiras. Inclusive, a imunização dos gatos também é obrigatória no território nacional. Para não ficar na dúvida, confira abaixo os tipos de vacina:

  • Antirrábica;
  • Panleucopenia;
  • Leucemia felina;
  • Calicivirose;
  • Clamidiose;
  • Rinotraqueite.

Além disso, o profissional pode recomendar alguns medicamentos preventivos para enjoo ou até calmantes. Nesse caso, é importante pontuar todas as características do seu pet e tirar todas as dúvidas com o veterinário antes de viajar com o gato.

gatinho branco e laranja rajado em um veterinário com o profissional se preparando para aplicar uma vacina

Uma dica valiosa para manter o bem-estar do seu pet, é deixar ele comer uma hora antes de sair de casa e não oferecer muita comida durante o percurso. Afinal, isso pode deixar seu gato enjoado. O ideal é levar alguns petiscos e água, pois ele também não pode ficar com o estômago totalmente vazio.

3 – Faça paradas

Fazer pequenas pausas, preferencialmente de duas em duas horas, é importante para que todos possam se hidratar, esticar as pernas (ou as patas), fazer suas necessidades e se alimentar. Mas cuidado! Existem alimentos que o gato não pode comer.

gatinho branco e laranja rajado deitado sobre uma bolsa em um fundo de estrada, pessoas e montanhas

Se o seu peludo for muito agitado, talvez seja necessário fazer pausas em um intervalo mais curto para que ele descanse e se acalme. E lembre-se, nunca deixe seu peludo sozinho no carro, ele pode ficar assustado e ao tentar sair da caixa de transporte sozinho se machucar – isso vale para qualquer animal.

Afinal, os pets são como bebês! Então é preciso pensar em todas as suas necessidades.

4 – Coleira de identificação

Você sabia que a coleira de identificação com nome e informações do tutor pode salvar a vida do seu pet? E é imprescindível que o seu gato esteja sempre usando, principalmente quando for viajar ou passear. Por mais que planejamos todos os detalhes, situações imprevisíveis podem acontecer em um piscar de olhos.

gato cinza rajado usando uma coleira de identificação olhando para a câmera em um fundo verde desfocado

Para deixá-lo ainda mais confortável, o peitoral para gatos é uma ótima opção!

Como tornar a viagem longa com gato uma experiência agradável?

Só quem é gateiro sabe que os felinos têm um estereótipo de mal-humorado e, pensando por esse lado, embarcar em uma viagem e tirar ele da rotina realmente pode parecer um pesadelo. Mas, não é bem assim! Alguns gatinhos são mais reservados ou medrosos, enquanto outros são destemidos, curiosos e adoram explorar qualquer novidade.

Por isso, antes de pegar a estrada, é essencial analisar o padrão de comportamento do seu gatinho e a rotina dele, tudo bem? Essa preparação pode ajudar (e muito) a tornar os momentos mais agradáveis e render boas memórias para o seu companheiro de quatros patas. E nós sabemos que, você como um tutor atento, sabe exatamente o temperamento do seu animalzinho!

Para deixar o momento ainda mais aconchegante para o felino, você pode incluir alguns produtos para gatos, como guias especializadas para gatos, comedouros mais altos e até mesmo arranhadores para aliviar o estresse!

E aí, gostou do conteúdo? Esperamos que com as nossas informações você possa curtir suas férias na companhia do seu bichano. A dica é planejar bem cada etapa, sempre buscando o melhor para o seu melhor amigo de quatro patas!

Toda semana, aqui no blog Líder da Matilha, você tem acesso a conteúdos sobre saúde animal, curiosidades pet, adestramento e muito mais. Continue acompanhando as novidades nas redes sociais para mais dicas.

Até logo!

Deixe um comentário