Saiba como usar o cinto de segurança para cachorro!

Quem tem animalzinho de estimação já deve ter transportado ele no carro pelo menos um vez, não é mesmo? No entanto, esse tipo de transporte precisa ser feito com segurança para que ele chegue bem até seu destino. Afinal, ninguém sabe o que pode acontecer no trânsito. Por isso, é fundamental que seu amigo de quatro patas seja transportado de forma correta, e o cinto de segurança para cachorro é o acessório ideal para isso!

cachorro golden retriever sentado no carro com um sinto de segurança e uma edição mostrando como é o produto de perto

Ficou interessado? Então, continue a leitura conosco e fique por dentro da importância que esse acessório desempenha ao passear em um veículo com o seu cãozinho. Ele vai adorar o trajeto e, de quebra, você ficará um pouco mais tranquilo ao dirigir. Confira!

Afinal, como usar cinto de segurança em cães?

Não existe segredo quanto ao uso do cinto de segurança para pet. O importante é que o animalzinho esteja habituado ou, pelo menos, aceite a coleira peitoral. Afinal, se for um adereço que o cachorro não está acostumado a usar é interessante separar um tempinho para lidar com o desconforto que pode surgir.

O acessório é uma faixa larga e ajustável com um gancho que é fixado na coleira peitoral e no cinto de segurança do carro. Caso seu cachorro já tenha uma peitoral, você pode comprar a guia separadamente.

uma pessoa cuidadosamente prendendo o cãozinho no banco com um sinto e garantindo a segurança dele

Mas não pense que o seu peludo vai ficar imobilizado durante o transporte. Ele pode sentar ou deitar, mas sem realizar muitos movimentos – como alcançar a janela do carro. Isso pode ser um pouco desafiador, principalmente se for um cachorro agitado que busca incansavelmente novas aventuras.

Além de garantir a segurança do pet e de todos que estão no veículo, o acessório é super confortável. Mas atenção! Jamais utilize a coleira sem peitoral, isso pode machucar em caso de movimentos bruscos.

E aí, prontos para dar aquele passeio motorizado? Em caso de dúvidas, é só seguir as orientações de uso do fabricante do produto! O tutor de doguinho precisa sempre estar atento com a saúde do seu companheiro, por isso, se ele ficar estressado durante os passeios, paciência e muito carinho é o melhor caminho.

Por que usar cinto de segurança em cachorro?

Bom, podemos ver que o cinto de segurança para cachorro garante proteção durante os passeios de carros. Entretanto, não é apenas isso! Nós, como motoristas, também somos beneficiados por esse equipamento, uma vez que ficamos mais tranquilos com a segurança do nosso doguinho.

Por mais que o acessório garanta a segurança de todos, é fundamental observar como o pet reage durante o trajeto, principalmente em viagens longas. A dica é fazer paradas e deixar ele à vontade para andar e fazer suas necessidades – sem pressa!

Essa ação pode deixá-lo um pouco mais calmo, sem aquela ansiedade canina que, por vezes, é super normal em viagens. Alguns animais sentem náuseas e desconforto com o movimento do veículo, principalmente se ele não estiver acostumado. Por isso, fique sempre de olho e certifique-se se ele está bem.

Inclusive, manter ele hidratado e oferecer uma alimentação mais leve e saudável com frutas vai garantir uma jornada mais tranquila, acredite!

Cinto de segurança para cachorro é obrigatório?

De acordo com a legislação vigente – Código de Trânsito Brasileiro (CTB) – levar animais no interior do automóvel é considerado infração grave. Além de multa, o condutor perder 5 pontos na carteira. E não é só isso! Transportar animais entre as pernas do motorista também viola as leis de trânsito. Confira abaixo os artigos 235 e 252 do referido código que dispõe sobre o tema:

  • Art. 235 Conduzir pessoas, animais ou cargas nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados;
  • Art. 252 – Dirigir o veículo transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas; com apenas uma das mãos, exceto quando deva fazer sinais regulamentares de braço, mudar a marcha do veículo ou acionar equipamentos e acessórios do veículo.

homem com feição preocupada, no banco de motorista, entregando a carteira de motorista

Veja que as normas trazidas pelo CTB não deixam claro sobre o uso de cinto de segurança em cachorro, ou seja, não é obrigatório! Mas de maneira implícita, a lei exige que o seu pet esteja seguro quando for transportado de carro.

É muito comum ver aquela cena de peludos com a cabeça para fora da janela do carro, não é mesmo? Por mais que eles adorem a sensação do ventinho batendo no focinho, essa conduta não é nada segura para eles, porque pode bater alguma pedrinha, causar ressecamento nos olhos e até uma otite. Deixá-lo com a cabeça para fora da janela também é infração.

cachorrinho na janela do carro recebendo vento no rosto, mas com um X na imagem, já que essa prática não é ideal

Os tutores precisam ter atenção quanto ao transporte inadequado dos seus fofuchos. É importante frisar mais uma vez que, além do risco à segurança do seu pet em caso de acidente, isso pode gerar uma série de transtornos envolvendo o condutor, passageiros e até pedestres.

Seja consciente! Nada de transportar o seu companheiro de quatro patas sem cinto de segurança!, viu? Aliás, você ainda pode garantir ainda mais proteção com as capas protetoras para banco, desenvolvidas especialmente para proporcionar conforto aos peludos.

Gostou do post de hoje? Continue acompanhando o blog Líder da Matilha e confira conteúdos super interessantes com várias dicas sobre o universo animal. Aproveite e dê uma conferida em nosso post sobre como adestrar cachorro em casa e aprenda possibilidades de melhorar a comunicação entre você e o seu peludo.

Por hoje é só, até o próximo post!

Deixe um comentário