Como lidar com alergias a gatos

Como lidar com alergias a gatos? Dicas!

Provavelmente você já assistiu ou até mesmo vivenciou uma crise alérgica ao brincar com gatos, não é mesmo? Aprender a lidar com as alergias é uma das maiores dificuldades para quem passa pela situação, mas não abre mão da presença do felino em casa.

É bem comum ouvirmos falar que a alergia é proveniente dos pelos do animal, no entanto, essa não é uma afirmação verdadeira. De fato, eles podem causar reações alérgica, porém, elas se dão pelas substâncias da saliva e secreções desenvolvidas pelo pet. Como assim?

Gato tem mania de se lamber o tempo todo, não é verdade? Com isso, o corpo do animal recebe por inteiro a saliva, que é um dos motivos resultantes de alergia. Ao brincar, fazer um carinho, você estabelece total contato com as substâncias encontradas na saliva que pode acarretar em coceiras nos olhos, espirros frequentes, sensação de falta de ar e coceira pelo nariz trancado e manchas na pele.

Parece um pouco assustador, mas, acalme-se, é possível minimizar os sintomas sem precisar ter de ficar longe do seu gatinho. Acompanhe, a seguir, dicas básicas e valiosas para saber como lidar com a situação, manter um ambiente mais limpo e suavizar as consequências desse contato!

 

Dicas para lidar com alergia a gatos 

Como já se sabe, a alergia a gatos é bastante comum. E isso pode se tornar um grande sofrimento para quem realmente ama o bichinho e não abre mão da sua companhia. Entretanto, é possível sim amenizá-la e melhorar o convívio com o bichano. Vejamos!

  • Proíba a entrada do gato no quarto

Gatos possuem a característica de serem territorialistas, o que significa que eles se sentem donos da casa. E não somente. Quem o tem, o dá total liberdade para subir e descer da cama, do sofá e não dispensa aquele sono abraçado ao animal, não é mesmo?

Em vista disso, proibir a entrada ao quarto, talvez seja um dos passos mais difíceis para ambos. Contudo, compreenda que a decisão é necessária para que haja melhoria mútua e que, com o tempo, os dois conseguirão se acostumar.

  • Lave as mãos com frequência

Lavar as mãos após brincar, colocar alimento, dar banho, limpar a caixa de areia, ou qualquer outro tipo de ação que te coloque em contato com o animal, é imprescindível. Lembre-se que, a reação alérgica não é procedente dos pelos, porém eles estão sempre se lambendo, fazendo com que as substâncias da saliva se concentrem, inevitavelmente, nos pelos.

  • Mantenha a limpeza da casa com aspirador de pó

Criar a rotina de limpar a casa é também essencial para tirar os pelos da casa e melhorar os sintomas dos espirros, coceiras nos olhos e no nariz e a sensação ruim de falta de ar. Faça uso de um aspirador de pó para retirar as penugens de sofás, tapetes, cortinas e mantenha os cômodos abertos e arejados,

  • Use capas protetoras onde ele dorme

A utilização de capas protetoras é uma alternativa bastante eficiente para amenizar o problema. Escolha um modelo do objeto e coloque no local onde o felino dorme, dessa forma, os pelos, secreções, salivas que ele soltarem ficarão na capa, evitando o contato com tapetes, sofás e demais mobílias. Essa são dicas simples que podem fazer muita diferença!

 

A alergia pode ser curada? 

Não há resposta exata que diga que a alergia a gatos pode ser curada. O que acontece é que o convívio com o animal pode fazê-la diminuir conforme o tempo vai passando. No entanto, para isso, é essencial que sejam tomados os cuidados básicos em relação a limpeza do ambiente.

Acabar por completo e de maneira imediata com a alergia é uma missão um tanto impossível, porém, seguindo as dicas citadas acima corretamente, a probabilidade das reações minimizarem é garantida.

Portanto, faça a sua parte e proporcione melhoria para o bem-estar de ambos, sem precisar abrir mão do seu companheiro!

No Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *