Qual é a melhor guia para passear com o cão?

As guias são essenciais para garantir um passeio tranquilo e seguro com os pets. Entre as suas funções, estão a de manter o cão perto de você, adestrá-lo e controlá-lo durante as caminhadas na rua e proteger ao animal e às pessoas ao redor.

É preciso escolher dentre as opções, a que melhor se ajusta ao comportamento do cão e seus hábitos fora de casa.

Nós Já fizemos um post sobre os tipos de coleira, agora vamos conhecer os tipos de guia?

É o modelo mais utilizado para os passeios. Geralmente é confeccionada de nylon e dão certa liberdade ao cão. Seu tamanho varia, quanto menor for a guia, mais controle se tem sobre o animal.

  • GUIA DE COURO

Ideal para pessoas que possuem cães maiores, de médio e grande porte, pois é macia e não machuca as mãos. Principalmente se o pet tem mania de puxar durante os passeios. É muito resistente e garante controle sobre o animal.

Atenção: é preciso ter um cuidado especial com este material, evitando guardar a guia molhada, pois isso prejudica a sua resistência e durabilidade.

  • GUIA RETRÁTIL

Esta guia se adapta aos movimentos do cão e sua extensão é regulada pelo tutor. Em passeios tranquilos pode-se estendê-la, e encurtá-la nos momentos que requerem mais controle sobre o peludo.

Geralmente, é recomendada para pets de pequeno ou médio porte curiosos e inquietos.

Este modelo é usado para o adestramento de cães. Ela é colocada diretamente no pescoço do animal, não necessitando de uma coleira. É utilizada em cães que puxam muito durante os passeios e auxiliam no seu aprendizado a se comportar.

A guia deve ser utilizada por profissionais ou por pessoas sob supervisão adequada. E nunca deixada presa ao corpo do cão sozinho, para evitar que se enrosque em algum objeto.

A guia dupla função pode ser utilizada durante os passeios na rua ou para o transporte do pet em veículos, com total segurança e dentro das leis de trânsito.

Em uma das extremidades, a guia possui um mosquetão, para prender-se ao peitoral do cão, e um adaptador para cinto de segurança, com alça regulável, para garantir o ajuste adequado no banco do carro.

Esta guia é uma ótima solução para quem sai para passear com dois cães ao mesmo tempo, pois permite ao tutor controlar os bichanos calmamente com apenas uma mão, evitando que eles se dispersem para direções opostas.

A guia em lota pode ser utilizada tanto para passeios quanto para adestramento do pet, pois é altamente resistente, durável e confortável. Indicada para cães que puxam nos passeios.

A guia longa também pode ser utilizada para os passeios com seu peludinho ou para ensiná-lo comandos à distância.

Por ter uma extensão maior, este modelo dá mais liberdade ao cão e o deixa mais livre durante as caminhadas.

É indicada também para treinar o pet a obedecer comandos como “pare” e venha aqui”, além de brincadeiras como pegar a bolinha e trazer de volta.

 

 Mais uma coisa: é importante, também, prestar atenção na qualidade do mosquetão que acompanha a guia, pois este precisa ser resistente e durável, para garantir que não se quebre durante o passeio e o cão fique solto.

Entre os modelos, pode-se destacar o Zamac, indicado para cães de porte mini a médio, pois são mais leves.

Um dos melhores mosquetões do mercado, é o de latão. Sua resistência é muito superior, não enferruja e nem amassa. Além disso, conta com uma trava de segurança que não permite nenhuma possibilidade de escapar do engate da coleira ou peitoral. É o mais indicado, principalmente, para cães fortes e de grande porte.

Assim como as coleiras, as guias também têm as suas particularidades e seus modelos são mais indicados de acordo com os comportamentos específicos de cada cão. Basta analisar qual melhor se adéqua ao seu animalzinho de estimação e partir para passeios mais seguros e sossegados!

No Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *