Qual é a melhor coleira para passear com seu cão?

Qual é a melhor coleira para passear com seu cão?

Quem tem pet em casa sabe que a coleira é um acessório essencial para o dia a dia. Há diversos tipos de coleiras disponíveis no mercado, com uma infinidade de materiais, estampas e cores diferentes, que se adequam melhor de acordo com o tamanho e o comportamento do seu bichano.

Por isso, é importante saber suas vantagens e desvantagens para identificar qual é a melhor para o seu amigo! Vamos conhecê-las?

  • COLEIRA TRADICIONAL

É o modelo mais comum, de nylon ou couro, geralmente utilizada no dia a dia. Estas coleiras têm o formato de tira e se adaptam para quase todos os peludinhos. Só não é indicada para cães com cabeça muito pequena ou fina, pois o animal pode facilmente tirá-la.

A coleira tradicional também serve como guia durante os passeios, mas apenas para os bichanos mais tranquilos e obedientes, que não puxam.

Esta coleira é utilizada para o adestramento dos cães, pois permite um controle maior por parte do adestrador. É indicada para cães agitados e inquietos, pois causa incômodo no animal quando ele puxa a guia. Geralmente é produzida de nylon, couro ou metal.

Mas atenção: este tipo de coleira só deve ser utilizada por profissionais experientes ou por pessoas sob supervisão adequada, com muito cuidado e atenção, pois pode machucar o pet se for mal utilizada. Ela não é indicada para cães com pescoços sensíveis.

  • PEITORAL TRADICIONAL

Os peitorais são produzidos em diversos materiais e, geralmente, são mais confortáveis do que as coleiras, o que pode acabar estimulando os puxões por parte dos cães, já que preservam o pescoço.

Este modelo é mais indicado para cães de pequeno porte, mas deve-se ter cuidado com o tamanho, para que não aperte demais ou fique frouxa no corpo do animal, fazendo com que ele se solte.

É parecido com o peitoral tradicional, mas o seu gancho de encaixe faz com que toda vez que o cão dê um puxão, ele gire para dentro, na direção de quem controla a guia, o que auxilia na correção deste comportamento e adestramento do animal.

Pode ser usado por qualquer raça, mas deve-se ter atenção no tamanho do peitoral – as faixas devem ficar bem ajustadas no corpo.

Esta coleira, às vezes, é confundida com uma focinheira por ter uma tira que fica acima do focinho, mas ambas têm finalidades diferentes.

Colocada adequadamente, a coleira cabresto não machuca ou estressa o cão. É indicada para pets muito agitados, que puxam a guia e pulam nas pessoas. Porém, não é indicada para raças de focinho curto.

 

Agora que você conhece as opções de coleiras, é só escolher o modelo adequado ao seu melhor amigo e curtir um passeio mais tranquilo!

No Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *